Mix de estampas

Tem duas palavrinhas que podem assustar os mais despreparados: misturar estampas.  Eita lasqueira, e agora?

Calma, jovem. Nem tudo é tão difícil quanto parece. Vem, comigo.

A arte de misturar estampas requer treino e paciência para ir subindo um degrau de cada vez. Os mais ousados vão querer meter logo um mix de oncinha, zebra e floral. A eles, meus parabéns. Para pessoas mais cautelas (ou medrosas) como eu, melhor ir aos poucos para não causar espanto.

Uma ótima forma de começar é usando os acessórios. Fica tão mais tranquilo misturar assim do que partir para blusa de um jeito e calça de outro, sabe? Escolha acessórios distantes e pronto, se jogue.

IMG_4823

Na foto, optei por uma meia listrada (porque listras é amor eterno) e uma bolsa de oncinha (onça rica, conforme classificação socioeconômica da maravilhosa Constanza Fernandez do blog Futilish). Para iniciar no universo das estampas coordenadas, as listras são certeiras. Com animal print, floral e outras estampas geométricas elas casam com muito mais facilidade do que combinar meio zoológico numa só roupa, por exemplo.

Quando for pegando o jeito, é só ir evoluindo, aproximando as estampas no look, usando em peças mais chamativas. Quando você se der conta, já estará tão profissa quanto Thassinha Naves haha

Anúncios

Look todo branco além do Pinterest

Look todo branco costuma ser controverso. Quem se arrisca a usar, fatalmente tem que ouvir umas piadinhas como: virou enfermeira? Nem tô, só acho branco podre de chique mesmo.

Primeiro que usar roupa toda branca é um privilégio. Privilégio de quem não sai se esbarrando em tudo e se sujando por aí com facilidade hahaha

Processed with VSCO with hb1 preset

Dá pra vestir um look all white sem parecer profissional de saúde, é só sair da caixinha, pensar além. Primeiro de tudo, escolha peças que não transmitam essa mensagem. Depois, inclua acessórios! Eles é que vão demonstrar que você pensou no look por completo e não foi apenas jogando as peças no corpo aleatoriamente.

Na foto, usei a mesma pochete do look anterior todo preto. Aqui ele também serviu como um ponto de cor. Além disso, incluí uma meia arrastão de cano baixo.

Que enfermeira, por mais descolada que fosse, usaria pochete, short e meia arrastão? Acho que nenhuma. haha

E se o seu problema com a roupa branca é aquele ultrapassado discurso de que “branco engorda”, me faça uma gentileza e esqueça isso!

Deixar de usar uma cor apenas porque alguém disse que ela não foi feita para o seu corpo é um absurdo sem tamanho! Que tal rejeitar as regras e opiniões alheias e focar no que você gosta?

Ponto de cor

Para as góticas de plantão, inserir uma corzinha no look pode ser a maior dificuldade. Eu sei como é sempre preferir a versão preta da roupas quando estamos comprando, também passo por isso haha

Mas se você deseja começar a mudar esse cenário, mesmo que aos poucos, a forma mais prática é colocando um ponto de cor! Legal, mas onde esse tal ponto está localizado no mapa? Onde você quiser.

A ideia é escolher algum elemento da roupa como ponto focal, que será colorido. Assim seu olhar basicão neutro não se assusta com tudo muito chamativo, mas o look ganha um quê mais interessante.

IMG_4757

Na foto, usei a pochete vermelha em formato de boca. Acho meio impossível usar um adereço desses e ninguém notar, mas pela roupa ser toda preta ele ganha ainda mais protagonismo.

O mesmo poderia ser feito com um brinco grande, maxi colar, sapato colorido, cinto, bolsa, são infinitas as possibilidades. E, claro, com uma peça de roupa que seja o principal no look. O que importa é conseguir dar um toque diferenciado e sair do básico!

O segredo está nos detalhes!

Foto 1Foto 2

Pequenos detalhes, grandes looks. Vocês provavelmente me verão falar muito sobre simples e importantes elementos de composição do visual.

Com o tempo a gente vai descobrindo o que funciona para o nosso estilo e começa a notar como cada vez mais as nossas escolhas são acertadas. Tive que me adaptar a usar roupas formais por causa do trabalho, mesmo não sendo a minha vibe. Para conseguir adicionar um pouco de personalidade ao dress code, costumava adicionar uns toques que vou falar para vocês agora. Advogadas, esse é o momento, se liguem!

1) Colares: escolha o seu tipo ideal e ganhe um quê esperto de personalidade no look. A ideia ao se vestir é mostrar quem você é, certo? Por isso, optar por um maxi colar com toda certeza transmitirá uma mensagem diferente do que usar um mix de colares fininhos, por exemplo. Mas você pode ir além. Misturar cores e metais. Tamanhos distintos. Ou fazer como fiz: usar a gola da camisa combinada com o colarzão. Amo fechar todos os botões e colocar o acessório por baixo da gola, aparecendo só a parte da frente. É um detalhe bobo, mas que muda demais!

2) Punhos: e se eu deixar o punho da camisa aparecendo para fora do blazer? Vai ficar massa! Experimente arregaçar as mangas, literalmente, mas deixar escapar um pouquinho do tecido por baixo. A naturalidade proposital chama a atenção e, sendo a camisa estampada e/ou colorida, ainda adiciona mais visibilidade à estampa/cor.

3) Flatform: simmm, eu amo! Não sou muito de usar saltos, então a ideia de ganhar uns centímetros a mais sem sofrimento para os meus pés é uma coisa linda! Experimente substituir, num mesmo look, sua sandália rasteira, tênis ou oxford padrão por uma versão flatform. Muito além de ficar mais alta, a plataforma, mesmo que pequena, vai trazer estilo e impacto ao look escolhido. Por ser, de certa forma, mais grosseiro (principalmente numa versão toda fechada como a minha), o salto nesse modelo deve ser equilibrado com peças mais leves e coloridas, para quem gosta de manter um visual mais feminino.

4) Barra da calça dobrada: acho que uso mais assim do que na versão normal haha amo demais mesmo! Esse mini pedaço de pele à mostra ajuda a tirar um pouquinho da seriedade de uma roupa formal. Quando usado em calças sociais, por ser inusitado, fica ainda mais moderno e interessante.

5) Camisa para fora da calça: eu sei que essa escolha não favorece muito as baixinhas, mas não me importo. É mais despojado e incomum num ambiente formal usar a camisa para fora, folgadinha mesmo. Foi uma escolha que, juntamente com o blazer, não trouxe grandes problemas à roupa, que ainda assim ficou usável.

6) Batom escuro: na foto ele está discreto, na vida real não tanto. Sempre optei por batons mais escuros para trabalhar, já que a maquiagem também compõe o visual. A depender do contexto do seu emprego e da sua atuação jurídica é possível dar uma ousada nesse sentido. Mas vá com calma. Nada de meter um esfumado preto, minha amiga haha Vamos transgredir com cautela, por favor!

Meninas que trabalham em escritório, vocês conseguem incluir um quê do estilo pessoal no dress code formal?

Achados em lojas + dicas de estilo

Fiz uns achados na Renner do Salvador Shopping e trouxe as dicas de estilo para vocês! Vamos lá?

IMG_4942

Nesse look, dá para a gente ver como uma terceira peça muda tudo! O quimono de veludo deu muito mais graça à dupla básica calça jeans + t-shirt. O formato mais largo da peça, com mangas bem grandonas, é bom para quem não quer marcar o corpo e/ou tem o tronco mais estreito e deseja equilibrar isso.

Já o detalhe branco em toda a lateral da calça ajuda a parecer que a perna é mais comprida, o que pode ser ainda mais acentuado com o uso de uma calça de cintura alta. Essa listra do ladinho tem uma pegada esportiva, mas vem sendo inserida em diversos tipos de tecido, até mesmo em calças sociais. É o que faz a diferença no look e deixa tudo mais interessante! Valores: A calça está de R$ 79,90, a camiseta de R$ 39,90 e o quimono, na promoção, por R$ 59,90.

IMG_4917

As calças pantacourt já foram incorporadas ao armário feminino, mas a versão jeans ainda não foi tão popularizada assim. Uma modelagem diferente tem o poder de transformar a imagem de quem a usa e imprimir a sua personalidade de modo muito direto. Você mesmo é capaz de dizer a diferença entre as mensagens transmitidas por uma calça skinny, flare e pantacourt! É só refletir um pouco sobre as referências de roupas que normalmente estão associadas a essas peças.

O look acima ganhou ares de sensualidade em virtude do body decotado (em movimento fica bastante pele à mostra!). O formato, que alonga visualmente a parte de cima por causa do decote V, associado às mangas largas, deixa tudo na medida certa, sem ficar nem vulgar, nem fechado demais.

Unir uma peça mais sexy (o body) com outra mais clássica com um quê moderno (a pantacourt) é a demonstração de que equilibrar os estilos resulta num look harmônico e interessante.
Para complementar, tanto salto quanto tênis ficariam ótimos, a regra aqui é usar o que te deixa mais confortável e adequada. Valores: calça por R$ 99,99 e body por R$ 89,90.

IMG_4908

A tal da terceira peça é exaustivamente citada nas dicas de moda, mas tem um bom motivo. Acrescentar um diferencial à roupa colabora para a transformação do look. Seja através de um acessório impactante, um sapato diferentão ou uma peça a mais para sair do básico.

No caso da foto, o vestido soltinho não marca a cintura e, para criar esse efeito, você pode usar uma camisa, como fiz. Para quem não tem cintura definida (corpo retangular) é uma saída interessante. Só preste atenção para fazer a amarração na parte mais fina do tronco, justamente para criar a ilusão de uma cinturinha.

Outra tática que me ocorreu na hora foi a de usar a camisa para ajustar o tamanho do vestido. Ele estava na altura do joelho e, puxando para cima, consegui deixar no tamanho que eu queria.

Dá pra criar diferentes efeitos com as roupas, basta apurar o olhar e não ter medo de errar. Se ficar feio, é só não repetir e pronto! Valores: vestido por R$ 99,90 e camisa por R$ 139,90.

IMG_4966

A graça de algumas roupas está justamente na simplicidade e nos detalhes. Na combinação acima, o short jeans com a parte vazada com certeza sai do lugar comum.
Quando essa tendência começou a aparecer, fiquei meio desconfiada sobre a aplicabilidade dela na vida real. Ou mesmo se tinha achado bonito haha Mas depois que vesti, achei bem interessante, viu? A faixa de pele exposta é pequena o suficiente pra ser confortável de usar mesmo se você não se sente à vontade em expor sua barriguinha por aí. Ao mesmo tempo, é um pedaço grande o bastante para fazer a diferença no look!

Para complementar, usei um cardigan de tamanho maior que o meu para dar um efeito mais folgadão e contrapor com o short. A ideia era justamente tirar a sensualidade natural de um short curto e com recortes. Consegui!
E a estampa? Ah, as listras… meu coração dispara ao ver uma peça listrada dando sopa por aí! Se a sua ideia é parecer menor na parte de cima, melhor optar por um cardigan do seu tamanho e sem as danadas listras. Valores: short por R$ 89,90 e cardigan por R$ 59,99.

De qual vocês gostaram mais?

3 peças essenciais para uma advogada

Ditar regras sobre o que é essencial ou não na vida (ou armário) de alguém parece muito pretensioso, eu sei. Mas quando se trata de looks formais, existem algumas dicas que não podem ser ignoradas.

Quando se está iniciando na carreira, a vontade que dá é entrar na Zara ou Renner mais próximas e comprar toda a sessão de roupas formais. Mas infelizmente a maioria das mortais aqui não podem cometer esse ato de loucura sem encarar uma grave consequência (popularmente conhecida como fatura no final do mês!). Por isso, vamos começar esse armário de advogada de forma humilde, mas acertada?

Calça preta

Como boa companheira que é, ela pode te acompanhar por dias a fio e, somente trocando de blusa, ninguém provavelmente iria nem notar.

Opte por um modelo que valorize o seu tipo físico e que seja de qualidade, já que ela passeará com você de forma exaustiva por aí.

IMG_5026

Blazer preto

Ele tem uma incrível capacidade de formalizar looks banais.

É só jogar por cima de um blusa sem mangas para estar adequada aos ambientes fechados, sem morrer de calor pelas ruas de Salvador.

Observe a modelagem! Para um primeiro investimento, melhor optar por um modelo básico e mais usável.

IMG_5029

Sapato nude

Sapatos nudes pesam menos visualmente e por isso são melhores que os escuros. Além disso têm um poder alongador da silhueta.

Salto alto não é obrigação! Escolha um modelo fechado de acordo com ambientes formais e seja feliz! Mas antes de comprar repita o mantra: adequação é tudo nessa vida.

IMG_5032

Já tinham alguma dessas peças no armário?

Estilo Navy

Com certeza você já ouviu falar do estilo de roupa navy e acredito que já tenha se encantado com um ou outro look com essa pegada marinheira. A moda navy é inspirada no estilo marítimo e é marcado pelas cores azul marinho, vermelho e branco, o uso do peças de alfaiataria e, claro, das listras! Para não ficar fantasiada por aí, vamos a algumas dicas de como inserir detalhes desse estilo no dia-a-dia:

Montagem 3

Aposte nas cores azul marinho, branco e vermelho! Essas são as mais características do estilo e são muito fáceis de combinar. Sem contar que transitam entre ambientes formais e despojados sem deixar quem as usa muito caricato.

As listras são A estampa do estilo navy. Como boa amante delas que sou, é só ver uma peça listrada que já saio correndo para usar. De todos as larguras e cores, mas normalmente usadas na horizontal, o único pequeno problema (?) é que causam a sensação de aumento na largura da silhueta. Se isso te incomodar muito, a dica é usar uma terceira peça que forme uma linha vertical, como blazers, casacos, coletes, jaquetas, enfim, acho que vocês entenderam a ideia!

Montagem 1

As modelagens de alfaiataria são a cara desse estilo. Shorts estruturados e de cintura alta são perfeitos para montar um look informal e ainda assim elegante. Além disso, esse tipo de cintura (da calça/short) é ótima para definir a cintura (do indivíduo). Se o short for curtinho, de quebra ainda causa a sensação de que as pernas são mais compridas!

Os sapatos que mais combinam com esse estilo são as espadrilles, dock sides e qualquer outro que tenha detalhes em cordas e de amarrações. Se forem listrados e nas cores principais do estilo, a referência fica ainda mais óbvia e difícil de errar!

Montagem 2

E CLARO que os homens também podem usar esse estilo. Como a maior parte da ala masculina não curte demorar muito tempo para se arrumar, nem chamar atenção excessiva para o que está vestindo, as peças navy são ótimas para incorporar um toque mínimo de fashionismo, mas usando roupas básicas e discretas.

560-8200 016-8185

O que vocês acham desse estilo? Costumam usar no dia-a-dia? Me contem nos comentários!

4 dicas para deixar seus looks formais menos caretas

Infelizmente quem trabalha no mundo corporativo e não curte muito a vibe das roupas formais sofre horrores na hora de se arrumar pro trabalho. Como fugir dos terninhos e das roupas sem graça?

Queria, mas não posso te dizer para pirar de vez e aparecer em plena segunda-feira com uma calça jeans destroyed, mas posso te ajudar a minimizar a dor e a amargura que é se vestir todo santo dia. Vamos lá?

Coloque um pouco de cor

A maioria das roupas formais são compostas por uma gama de cores que contempla o preto, o azul marinho, o cinza, o nude e o branco, correto? Não tenho absolutamente nada contra esses tons, mas nem só disse se vive o guarda-roupa, principalmente das meninas que amam um bom colorido.

Admita que nós mulheres temos uma grande vantagem sobre os homens no quesito vestimenta e vamos nos aproveitar disso. Roupa formal feminina não significa apenas uma calça e camisa sociais. Então há bastante espaço para diversas opções fora da caixinha.

Troque seu scarpin nude ou preto por um vermelho, verde musgo ou até pink. Use um cinto ou uma bolsa coloridos ou estampados. Aposentar um pouco o blazer preto e usar um branco ou nude também é uma ótima opção! Quer ousar mais? Substitua a camisa branca por uma mais colorida, a saia lápis preta por uma de cor mais chamativa. Para não destoar muito do ambiente, o segredo é escolher uma peça diferentona e manter as outras mais discretas. Vejam esses exemplos que lindos:

Cores

Opte por modelagens diferentes

Calça de alfaiataria, saia lápis e camisa são clássicos. Mas uma calça não precisa ser sempre igual e as pantacourts estão aqui para mostrar isso! Além dessas, para uma casual friday, podemos substituir a calça skinny pela mom jeans. Essas são duas peças muito em alta e que vão dar um toque de fashionismo ao look.

No lugar da saia lápis, opte por uma saia midi rodada e veja como muda completamente a cara da roupa. Trocar a camisa social padrão por uma com a manga beem aberta como essas aqui abaixo também ajuda a mudar a carinha do look. Em vez de usar um blazer de modelagem tradicional, escolha um sem botões e com as pontas maiores ou mais comprido e oversized ou mesmo um maxi colete como esse da foto. Que tal?

Modelagens

Escolha texturas e tecidos fora do comum

Você já pensou em substituir a calça tradicional por uma de chamois? Fica incrível e muito diferente do que estamos acostumados a ver por aí! Ou então usar um calça de moletom? Calma, para não sair de casa parecendo que caiu da cama atrasada e foi trabalhar, é só usar um salto alto, uma camisa de tecido mais arrumado, jogar um blazer por cima e pronto, está feito um look nada óbvio, mas que ainda assim pode ser adequado, a depender do seu ambiente profissional.

texturas

Até o couro, um tecido que normalmente tende à sensualidade, pode ser usado se com cautela e combinado com peças que não sejam nada sexies. Por fim, fica a dica de usar peças em jacquard, linho ou outro tecido mais nobre e que dará uma texturizada ao look final.

Faça um mix de estampas

Por fim, claro que não poderia esquecer o mix de estampas! Útil em todo tipo de look, nesses mais formais também é super bem-vindo. A dica para não errar na mistura é começar aos poucos. Primeiro, usando estampas de cores iguais ou parecidas. As listras são uma ótima companheira para fazer combinações satisfatórias. Com o tempo você vai pegando o jeito e se sentimento mais livre para combinar!

estampas

O que vocês já usam no dia-a-dia e o que estão precisando arriscar para compor looks mais interessantes? Me contem!

Como montar o guarda-roupa perfeito!

Já falamos por aqui sobre como melhorar o estilo, mas na prática como podemos aplicar essas noções gerais a um guarda-roupa real? Independentemente de qual seja o seu estilo, é interessante seguir alguns conselhos na hora de comprar roupas, pra montar um armário realmente funcional. Do que adianta ter um monte de roupas que não se coordenam, por exemplo? Vem cá que vou te ajudar!

Tenha os seus clássicos

Uma olhadinha rápida nas suas roupas já vai te revelar quais peças são clássicas para você. Por isso, não adianta eu dizer que todo mundo tem que ter uma calça preta ou um blazer branco, porque se sua rotina não incluir utilizar essas roupas de nada vai adiantar tê-las em casa.

Procure analisar o que sempre usa e comprar a peça ideal daquele tipo. Sempre está de calça jeans? Compre uma com o caimento mais adequado ao seu corpo, a sua lavagem favorita, algo que vá durar através das tendências. Ama uma camisa branca? Encontre uma do material que mais te agrada, o corte que te cai melhor, uma camisa realmente versátil e que você poderá usar inúmeras vezes sem enjoar.

Clássicos

Não invista em peças caras e passageiras

Se você é o sortudo que não precisa se preocupar com dinheiro, pode pular essa dica. Se você é um mero mortal, vem comigo! Quando temos que escolher onde gastar nosso rico dinheirinho, é importante refletir se aquela roupa ou acessório será realmente usado a ponto de “se pagar”.

Para isso, procuro perceber se a peça é atemporal ou não. Como não sou escrava das tendências e continuo usando algo que goste muito, ainda que já tenha passado a febre da peça, tento perceber se aquilo perdurará no meu armário pelo meu gosto pessoal. Se você se preocupa muito com o que está na moda e costuma descartar os modelos da estação passada, deve prestar ainda mais atenção nisso.

Segundo

Por esse motivo, se estou à procura de um vestido preto, vejo sentido em pagar a mais por ele. Agora se meu foco é a mule do momento, melhor esquecer o modelo de pelinhos da Gucci e optar por um mais barato na Renner mais próxima, né mesmo? Porque daqui a pouco ninguém mais vai querer sair por aí com esse negócio nos pés, vamos ser honestos haha

Uso a mesma lógica de pensamento para peças muito estampadas. Algo muito marcante provavelmente usaremos menos, então deixo para pagar mais caro em peças lisas e mais usáveis.

Tenha peças que combinem entre si

Recentemente fui ajudar uma amiga a revitalizar o guarda-roupa e percebi o quanto é complicado ter um monte de roupa que não se coordena. De nada adianta você sair comprando peças lindas sem pensar no que já tem em casa. O resultado disso provavelmente serão aquelas duplas que sempre usamos por falta de opção (blusa x combinada toda vez com aquele short y) ou mesmo uma roupa que não se encaixa com nada e nunca será usada.

Combinar

Respeitar o próprio estilo também é muito importante nesse momento. Tudo bem você amar peças estampadas, mas se você não gosta de sair toda florida da cabeça aos pés precisará ter algumas peças mais neutras para combinar. E o contrário também é válido, não adianta querer um ponto de cor se você só compra roupas pretas, brancas e cinzas, correto?

Existem algumas regras que dizem que ao comprar uma roupa ela deve combinar com outras 3 que você já tenha. Caso isso não ocorra, não leve. Além disso, você precisa de mais partes de cima que de baixo, já que o que usamos em cima fica mais em foco e por isso a repetição da peça ficará mais evidente. Então nada de sair comprando loucamente várias saias e shorts e esquecer das blusas, certo? Ah, muita atenção, vestido conta como parte baixo!

Tenha bons acessórios

E quando digo bons não falo aqui de preço, mas sim de qualidade e, mais importante que isso até, coerência com o seu armário. Para quem prefere usar peças menores e discretas  no trabalho e grandes e chamativas na vida social, não adianta só comprar as do segundo tipo e esquecer do primeiro.

Para quem adota um estilo mais criativo, fashionista e extravagante, ter alguns acessórios coadjuvantes é importante, já que as roupas já serão o foco por si só. O mesmo acontece para quem prefere roupas minimalistas, mas quer ter um ponto de atenção no look, melhor escolher acessórios coloridos e que deem o charme que você precisa.

Acessórios!

Não esqueça também de sincronizar os metais. Para quem gosta de sair totalmente combinando, apenas dourado ou apenas prateado, por exemplo, de nada adianta ter um brinco prata, uma pulseira rosé e um relógio dourado. Assim vai ficar impossível respeitar seu próprio estilo.

Compre apenas o que amar

Preciso me apaixonar pela peça para levá-la para casa. Primeiro porque dinheiro não cresce em árvore, infelizmente, então dou valor a cada centavo gasto com roupas. Segundo que não há o menor sentido em comprar algo que eu realmente não tenha gostado. Se não amei, não me senti incrível e não quero morar dentro da roupa, não levo. Sei que muitas vezes estamos desesperados para comprar uma roupa específica para uma ocasião determinada e deixamos tudo tão de última hora que acabamos comprando qualquer coisa para nos livrarmos do problema.

Mas observe comigo como essa lógica está bem equivocada. Salvo algumas exceções, como casamentos, formaturas e eventos que normalmente não se tem uma roupa sobrando de bobeira pra ir, provavelmente você tem algo no armário que não quer usar porque já foi usado antes em outra festa. Aí que você, depois de muito caçar, decide comprar algo que nem gostou tanto assim apenas para ter uma roupa nova para o tal evento. Ou seja, você vai vestida com algo que não amou só para não usar o que já tem em casa. Amando ou não o que você tem, a peça já é sua! Isso não faz o menor sentido, minha gente! Se é pra sair com algo que não gosta, use o que já tem e salve seu dinheiro para uma roupa boa de verdade, não é?

Comprar o que não gostou pra valer é levar pra casa mais um problema, tirar espaço do guarda-roupa, se sentir frustrada toda vez que olhar, se enganar de que já tem roupa demais quando, na verdade, parte daquilo ali nem deveria ter saído da loja.

Amei

A única exceção que abro para essa paixão que me move a comprar é para as roupas do trabalho. Infelizmente a vida adulta nos obriga a comprar peças que muitas vezes não tem nada a ver com o que gostamos de usar, mas que são o casamento perfeito com o dress code da empresa. Aí, minha cara, é sentar e chorar! Dentro das possibilidades reais, invista em algo que você gostou um pouco e tenha adequação ao ambiente, mesmo que não seja o mais profundo e sincero amor à primeira vista.

Que outras dicas vocês adicionariam para montar o guarda-roupa perfeito? No que vocês costumam pensar ao comprar uma roupa?

Looks de São João para a festa do trabalho

Se você mora no Nordeste, já está se preparando para a melhor festa do ano no quesito comidas, certo? Estou ansiosa para o momento em que reencontrarei a canjica, o milho cozido e o amendoim, mas como esse é um blog sobre moda e não sobre comida, voltarei a falar do que importa no momento.

Como normalmente as empresas por aqui costumam fazer festas para comemorar esse período, esse é um momento para parar e refletir que roupa vamos usar. Festas de trabalho costumam ser um momento difícil para escolher a roupa, excetuando as raras pessoas que tem a sorte de trabalharem num ambiente altamente informal e não precisam se preocupar tanto assim com isso.

De modo geral, a maioria dos empregos são formais ou quase lá, então no momento da festa oficial da empresa não é a hora de pirar e sair absurdamente dessa linha, certo? Não, não estou dizendo que pra você ir festejar o São João de calça social e blazer só porque é esse o dress code oficial da firma. Mas ter atenção e refletir sobre o cabimento do look é importantíssimo, afinal ninguém quer ser o comentário da empresa no dia seguinte porque estava com uma roupa inapropriada.

Lembre-se sempre de que essa não é a hora de usar roupas apertadas demais, muito curtas, decotes profundos e afins ou de ir desleixada, de havaianas e regata, como se fosse pra um churras da família. Primeiro, vamos ver aquilo que você NÃO deve usar:

Não!

Massa, mas então eu uso o que? Leve em conta que a menos que o convite indique a necessidade de ir realmente fantasiado, você deve optar por roupas normais, mas nem por isso obrigatoriamente ignorar o clima junino. Separei vários looks com base nas tendências típicas da festa: jeans, xadrez, couro, jardineira e botas. Se você quer seguir o clima, dá uma olhada!

 Jeans

Jeans é a cara do são joão, correto? Em tempos como o de agora onde a jaqueta jeans está super em alta e a camisa do mesmo tecido já é clássico, fica facinho seguir a tendência e acertar no look.

All jeans

Jardineira

Essa é outra peça certeira, seja curta ou comprida. Se quiser se jogar de vez, pode escolher uma camisa xadrez para colocar por baixo.

Jardineira

Saia midi xadrez

Se você quer ficar fina e ainda assim junina, apostar numa saia como essas abaixo é sucesso certo! Lembrando que o salto não é obrigatório e você pode muito bem optar por sapatos baixos, botas, coturnos e afins.

Saia xadrez

Camisa xadrez, calça skinny e bota

A camisa pode ser usada aberta, como na primeira foto, fechada ou ainda, numa opção adicional, amarrada na cintura.

look camisa banca

Camisa e saia evasê

Esse tipo de saia mantém a feminilidade do look, fica ótimo com sandálias ou botas e combina com camisas jeans ou xadrez, que trarão o toque junino à coisa toda.

Bloggers

Um pouco de tudo

Ficou meio difícil separar esses looks por categorias, porque eles misturam diversos tecidos e estampas, mas sempre ajudando, de forma óbvia ou não, a compor um look com o clima da festa.

Celebs

Vestido xadrez

E vocês, o que pretendem usar na festa do trabalho? Me contem nos comentários e não esquecem de seguir o blog no Instagram e curtir a fanpage no Facebook!