7 dicas de como melhorar seu estilo!

Muitas vezes leio e ouço de algumas pessoas que elas gostariam de ser mais estilosas ou se vestir melhor, mas não sabem o que fazer. Às vezes, eu mesma observo algumas meninas que considero muito bem vestidas e penso: quero ser assim, ter um estilo que me identifique e que faça alguém pensar que uma coisa x é minha cara.

Lapidar seu estilo (ou adquirir um) é algo que exige esforço e um certo discernimento fashion, mas é suuuper possível, te garanto! Mas, lembre-se, não estou falando aqui de definir que seu estilo será um específico e pronto, nunca mais poderá usar uma roupa fora dele. Quero conversar sobre o estilo pessoal mesmo, aquele que cada um monta de acordo com os gostos e necessidades, afinal roupa não é somente querer, mas também poder (financeiramente, clima, rotina etc).

Quer se sentir mais estilosa e feliz com os resultados dos looks? Vem comigo!

1. Seja fiel a você mesmo

Antes de aperfeiçoar seu estilo, pense naquilo que te faz bem! Não siga o fluxo do momento e tente se encaixar na tendência que está bombando, mesmo porque o seu estilo não mudará a cada estação. Você pode buscar peças que te agradem dentro do que está na moda, claro, mas não vai se basear apenas nelas para montar seu guarda-roupa (ou não. Caso sua intenção seja ser fashionista™ real oficial, pode ser, na vida tudo é válido).

Na mesma linha de pensamento, não há porque usar peças minimalistas se chamar atenção é sua vibe. Do mesmo jeito, alguém super discreto normalmente quer passar longe de estampas chamativas e looks bombásticos na pegada Thássia Naves. Em resumo, não tem certo e errado, porque errado mesmo é não se sentir confortável por não ser você naquela roupa.

2. Liberte-se de medos e estereótipos

Atire a primeira pedra quem nunca disse uma dessas frases: “noooossa, amei esse sapato, mas ele é estiloso demais para mim, não tenho coragem”, “queria muito usar essa saia midi que tá na moda, mas sou muito baixinha pra isso”, “esse tipo de calça fica lindo nos outros, mas em mim iria ficar horrível” ou “não tenho mais idade para usar esse tipo de roupa”.

Claro que se você não se sente bem em usar determinada peça, não a use, é simples. Agora que tal parar de podar suas vontades baseada em regras que uma vez te disseram para seguir? Não tenha medo de usar uma roupa que teoricamente só ficaria bem em pessoas altas só porque você tem um metro e meio e não se importa com isso. Eu mesma sou baixinha e não faço questão de disfarçar, mesmo porque seria uma tentativa frustrada haha

1

Existem inúmeras regras de consultoria de imagem para harmonizar a silhueta e disfarçar o que nos incomoda, mas aí que está a grande questão, essas dicas são para o que não gostamos ficar menos evidente, mas nunca para nos escondermos atrás das roupas por medo de tentar algo novo e acabar se expondo.

Proponho um exercício simples e que vai abrir sua mente: antes de julgar uma peça de roupa na arara por ela não se encaixar no que teoricamente seria apropriado para você, experimente-a! Antes de dizer que um sapato de um jeito tal é muito estiloso para você, calce-o e dê uma voltinha pela loja, quem sabe não se apaixona e acaba levando? Se uma coisa fica bem na sua amiga, não há porque pensar de antemão que não poderia ficar bem em você também, não é mesmo?

3. Inspire-se em pessoas com o estilo que você deseja ter

Referência é tudo no mundo da moda! Muitas vezes vemos um look alheio e isso abre nossos olhos para possibilidades de combinações que não tínhamos pensado antes. Ou então anotamos no nosso post-it mental o que não fazer nunca na hora de se vestir hahaha Seja por um motivo ou outro, sempre é algo útil!

Se você quer definir melhor seu estilo, busque por pessoas que se vistam de um jeito que você gosta. Pelo amor de deus, não estou dizendo aqui para virar clone de ninguém, mas ter um ícone fashion ajuda bastante. Não só um, muitos! Uma ferramenta incrível para isso é o Pinterest (dá uma olhada no do Achados), por lá você pode criar painéis com fotos dos looks que gostou e sempre dar uma consultada quando estiver meio perdida em que roupa usar.

olivia-horz

O instagram também é ótimo para isso, principalmente com esse novo espaço em que podemos salvar as fotos de outra pessoa numa área específica para olhar depois. E, claro, não se esqueça de olhar ao seu redor. Todo mundo conhece alguém que seja estiloso e inspirador, aquela colega que está sempre vestindo algo legal do jeito que você gostaria de ser. Pois então, seja um bom observador para buscar referências e quem sabe redescobrir um jeito de usar aquela sua peça esquecida no guarda-roupa ou que você sempre usa do mesmo jeito.

4. Vá arriscando aos poucos

Se você é super básico e quer ficar mais fashionista, comece devagar. O mundo não foi feito do dia para noite (diz que foi em 6 dias, mas acho que durou um pouquinho mais haha) então por que seu estilo iria ser alterado radicalmente assim? Tenha calma, miga! Ninguém sai do look jeans e camisa branca para vestido de carnes igual Lady Gaga. Que tal escolher uma peça mais diferentona do seu habitual para usar em conjunto com o que já está acostumada?

thassia-horz

Essa tal peça fashionista não precisa ser a mais destruidora das passarelas, ela tem que ser o que é diferente da sua realidade! Para pessoas que nunca usam salto, uma sandália de tiras com salto fino é absurdamente diferente e até desafiador. Para quem está sempre com acessórios super discretos, um maxi colar é algo ultra fashion. Entendeu a ideia?

5. Respeite sua rotina

Do que adianta eu botar na cabeça que quero porque quero adotar o mesmo estilo de Blair Wardolf se eu moro em uma cidade quente, ando de ônibus e trabalho em um ambiente formal?

Na hora de idealizar um estilo, respeite a sua realidade. Se você tem filhos pequenos, provavelmente precisará lidar com situações diferentes, como sair para brincar, se abaixar e levantar para pegar a criança. Se mora numa cidade fria, terá que usar roupas que te deixem aquecido (sorte sua, queria, inclusive kkk), já se sua cidade é quente, vai ter que se virar para ficar estiloso com roupas leves e mesmo assim adequadas aos ambientes que frequenta.

Nunca se esqueça também de tentar encontrar um equilíbrio entre seu estilo pessoal e aquilo que pode ser usado no seu ambiente profissional. Infelizmente se você gosta de roupas mais esportivas e trabalha num lugar muito formal, dificilmente conseguirá vestir apenas o que quer. Do mesmo modo, uma surfista profissional terá poucas chances de usar saia lápis no dia-a-dia, ainda que ame esse tipo de peça.

6. Pense no look antes de sair

Essa dica é simples, mas pouco usada. Quais as chances de um look escolhido na correria antes de ir trabalhar ser tão interessante quanto um pensado com calma no dia anterior? Baixas! Na pressa, acabamos optando pelo básico e morremos na zona de conforto. Se sua intenção é sair dela, dedique alguns minutos na noite anterior para separar o que vai vestir no dia seguinte. Se necessário, vista as roupas! Quando não temos experiência, a montação que criamos na nossa cabeça nem sempre corresponderá à verdade dos fatos, confie em mim.

Uma frase da Cris Guerra, autora do livro Moda Intuitiva, se encaixa muito bem nessa dica: “vestir-se é um exercício de inversão de expectativas, a começar pela sua própria”. Para inverter nossas expectativas e sairmos do habitual, é preciso esforço e um tanto de dedicação.

7. Não se importe com a opinião alheia

leandra-medine-horz

Mudar o estilo provavelmente vai chamar a atenção das pessoas ao seu redor. E como tudo na vida, é impossível agradar a todos. Sempre vai ter aquele infeliz para dizer que preferia seu jeito de antes ou que tal roupa não é bonita. Mas você vai ligar para isso? De modo geral, não! É sempre bom ter um amigo conselheiro entendedor de moda por perto para te dar a real e dizer o que pode ser melhorado, mas não caia na tentação de se importar com todas as opiniões do mundo. Por fim, se faça uma simples pergunta: qual a consequência mais terrível que terei que suportar por usar uma roupa e depois achá-la feia? Provavelmente nenhuma. Então vida que segue, na próxima você acerta!

Aos que sobreviveram a esse textão, meus sinceros agradecimentos haha Mas falando sério, o que importa mesmo é se sentir bem e ficar feliz com suas escolhas de roupas, sejam elas fashionistas ou básicas.

Se gostou, não esquece de indicar para os amigos, quem sabe esse mini manual não ajuda alguém? Até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s