Como é difícil ser saudável!

No início desse ano, tracei algumas metas que gostaria de cumprir, porque todo esse ritual de passagem e a sensação de que com o novo ano vem novos comportamentos muito me agrada. Daí que dentre essas metas eu tive a brilhante ideia de enfiar duas que se propõem a inaugurar uma fase totalmente diferente na minha vida: comer melhor e fazer exercícios.

A parte dos exercícios tem sido uma vitória diária, porque quem me conhece sabe que o sedentarismo é uma bandeira que carrego com orgulho, pois pode não parecer, mas está cada vez mais difícil viver numa vida gordinha feliz quando se tem várias Pugliesis por aí te mostrando que bom mesmo é acordar cedo pra dar aquela corridinha, comer batata doce todo dia e lanchar um franguinho grelhado.

Mas veja bem, comer frango no lanche? Que vida é essa? Gente, apenas não! haha Pois então, a parte da academia está bem mais tranquila, depois que consegui pela primeira vez ir todos os dias pro treino (hahahaha amo que usam essa palavra, quase atleta).

Juro que fui, mas as fotos comprobatórias ficam pra uma próxima vida, porque essa pegada sessão de fotos na academia com top e calças de estampas psicodélicas não fazem lá meu estilo.

junk food
Yes, it is!

Agora no setor alimentação saudável as coisas não estão nada bem… O que me fez relembrar o quanto é difícil uma mudança de vida. Meu cardápio infantil nunca permitiu alimentos saudáveis, verduras, legumes, folhas (que eu carinhosamente chamo de “mato”) e tantas outras comidas normais que pessoas normais comem todos os dias (feijão com arroz não passam perto do meu prato desde…sempre!). E diferentemente do que possa parecer, não é frescura, afinal quem gosta de ser assim, gente? Com certeza não eu!

E você deve estar se perguntando: sim, filha, que você é chata pra comer eu já percebi, mas e daí? E daí que recentemente venho me sentindo meio mal toda vez que furo o cardápio saudável e me rendo às coisas que realmente gosto. Seriam esses os primeiros sinais de que irremediavelmente virei adulta? Socorro.

cris guerra

A reflexão que tento fazer disso tudo é que qualquer mudança em nós mesmos exige um esforço muitas vezes maior do que imaginamos. Seja uma refeição saudável, seja uma rotina de exercício, seja uma mudança de pensamento, o que for, pode requerer de nós um preparo psicológico e físico para o qual não estamos verdadeiramente preparados ou dispostos a fazer. Se não se está disposto, não adianta insistir porque tudo não passará de uma grande farsa. Agora se o problema é essa preparação, esse convencimento interior, aí sim vale a pena se organizar mentalmente e ir.

Enquanto escrevo, estou aqui organizando minha mente e me dizendo que vai ser sofrido no começo, vai bater saudades das gordices, do carboidrato e do chocolate, mas vai ser bom, nem vai doer tanto assim no final das contas. Ou ao menos assim espero e assim me engano.

E vocês, estão ou já passaram por um processo de mudança de alimentação também?

Anúncios

2 comentários em “Como é difícil ser saudável!

  1. Menina fiz isso no início do ano por que tinha dado uma engordada coma s festas de natal, foi difícil mas assim que emagreci o quanto queria voltei pro junky food! Mas serviu para eu ter uma consciência do quanto como errado, e tenho diminuído bastante o doce da minha vida e acrescentar mais frutas, deixar a preguiça de lado! Mas a parte da salada ainda tá bem difícil 😦

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s